Publicações da APAIS

O trabalho com a Mediúnica de Pesquisa, realizado sob o Departamento de Educação e Pesquisa Pestalozzi,  gerou até agora a publicação de três obras apresentando o desenvolvimento e os resultados dessas atividades.

São os livros:   Mestres e Parceiros, O Espírito na Loucura e Depressão: o Bisturi da Alma.

Mestres e Parceiros

Mestres & Parceiros

“Mestres & Parceiros” trata da trajetória inicial de um grupo mediúnico no seu processo de treinamento para realizar pesquisa, descreve o atendimento mediúnico de sete portadores de transtornos psicóticos, e conta a história da fundação da APAIS, narrando o diálogo com Espíritos desencarnados, coautores deste livro.

 

 

O Espírito na Loucura

O Espírito na Loucura

Esta obra presta inestimável contribuição tanto a Espíritos encarnados quanto a desencarnados, no ingente esforço de depuração e refazimento visando a melhorar a psicosfera do planeta.
Além disso, o projeto que lhe deu origem busca investigar as causas de transtornos psíquicos de muitos pacientes, aplicando-lhes o tratamento espiritual como complementar ao psiquiátrico.
Essa interface da Doutrina Espírita com a Medicina Psiquiátrica pode ser de grande eficácia, na medida em que propicia a melhora do quadro psicossocial dos assistidos do nosso plano, bem como alivia a carga de débitos dos nossos irmãos do Plano Maior.

 

Depressão O bisturi da Alma

Depressão: O Bisturi da Alma

Esta obra, que o caro leitor terá o feliz ensejo de manusear, é profundamente esclarecedora em relação à problemática que envolve a Depressão, considerada neste início de século a patologia dizimadora de tantas vidas pela prática irrefletida do suicídio.
Segundo nos esclarece Alexandre, um dos Espíritos comunicantes que colaboraram neste trabalho, “o deprimido é exatamente aquele que não aceita a vida como ela se lhe apresenta. É aquele que apenas busca a realização de sua personalidade e do seu ego”.
Sob o prisma desta obra, a depressão já não é mais uma vilã – como a maioria considera -, mas uma grande transformadora do Espírito que habita a Terra.
Ao ler esta Pesquisa Mediúnica, coordenada pela autora e realizada com a participação de Espíritos encarnados e desencarnados que compõem a equipe da APAIS, o leitor ficará a par das causas, implicações e consequências desse grave distúrbio, que é a Depressão, e obterá informações valiosas para a sua própria defesa contra esse mal insidioso do nosso século.

Nise da Silveira – 110 anos

110 anos da dra nise da silveira

Nise da Silveira (Maceió, 15 de fevereiro de 1905 — Rio de Janeiro, 30 de outubro de 1999) foi uma renomada médica psiquiatra brasileira, aluna de Carl Jung[1] .

Dedicou sua vida à psiquiatria e manifestou-se radicalmente contrária às formas agressivas de tratamento de sua época, tais como o confinamento em hospitais psiquiátricos, eletrochoque, insulinoterapia e lobotomia.

Sua formação básica realiza-se em um colégio de freiras, na época, exclusivo para meninas, o Colégio Santíssimo Sacramento, localizado em Maceió. Seu pai foi jornalista e diretor do “Jornal de Alagoas”.[2] [3]

De 1921 a 1926 cursa a Faculdade de Medicina da Bahia, onde formou-se como a única mulher entre os 157 homens desta turma. Está entre as primeiras mulheres no Brasil a se formar em Medicina.[2] Casa-se nesta época com o sanitarista Mário Magalhães da Silveira, seu colega de turma na faculdade, com quem vive até seu falecimento em 1986. Em seu trabalho, ele aponta as relações entre pobreza, desigualdade, promoção da saúde e prevenção da doença no Brasil.

Em 1927, após o falecimento de seu pai, ambos mudam-se para o Rio de Janeiro, onde engajou-se nos meio artístico e literário.

Em 1933 estagia na clínica neurológica de Antônio Austregésilo.

Aprovada aos 27 anos num concurso para psiquiatra, em 1933 começou a trabalhar no Serviço de Assistência a Psicopatas e Profilaxia Mental do Hospital da Praia Vermelha.